Energia Solar, a Energia do futuro

Considerações Finais

Poderá ser a energia do futuro?

       É esta a pergunta que percorre a mente de muitos cientistas e ambientalistas. Sem dúvida, que entre as energias renováveis, é a que apresenta menos condicionantes para a sua obtenção sendo apenas necessário um painel solar e, claro está, o sol. Mas também é claro que existem contras, como por exemplo o elevado custo, a grande área dispensada, o baixo rendimento, entre outros.

        Para a energia solar se tornar a energia do futuro é necessário, que os governos de todo o mundo intervenham, dando benefícios fiscais para quem recorra a este tipo de energia, que apoiem investigações que decorrem sobre este tipo de energia para descobrir uma forma de tornar o seu rendimento mais proveitoso.

        Existem no entanto, tanto a nível nacional, como a nível europeu, alguns programas que apoiam este tipo de tecnologia. Por exemplo a nível nacional o programa E4 que consiste, no fundo, em fazer-se o maior número de instalações de colectores solares para aquecimento da água, tendo como objectivo atingir 1 milhão de m2 de colectores solares instalados no ano de 2010. Na União Europeia, um programa que tem como objectivo em 2010, ter uma área de 100 milhões de m2 cobertos com colectores solares. Estas estimativas no entanto não deverão ser reais, pois existem actualmente, apenas 10,4 milhões de m2 instalados, e em países em que a radiação solar não atinge com tanta intensidade a superfície terrestre como no sul da Europa. As grandes potencias europeias em termos de energia solar são Portugal e Espanha, sendo mesmo Portugal o país com maior radiação solar de toda a Europa. Em termos de desenvolvimento da tecnologia relacionada com a energia solar, Portugal está à frente de Espanha, até porque se registou um grande investimento no nosso país, com a construção da maior central solar da Europa em Serpa.

        Sim, a energia solar tem todas as condições para ser uma das principais energias do futuro, a luz ao fundo do túnel desta dependência excessiva dos combustíveis fósseis. Mas para que tal aconteça é necessário que empresas invistam neste tipo de energia, que já começa a ser economicamente rentável a médio prazo, e que a Ciência desenvolva mais a forma de obtenção deste tipo de energia, para que se traduza num aumento significativo do seu rendimento. No entanto numa visão futurista relacionada mais para os transportes o hidrogénio será a principal fonte de energia. Mas, por outro lado a energia solar pode ser muito útil na alimentação da rede eléctrica nacional, e é ai que nós pensamos que o sol possa ter uma grande importância ajudando á transição das energias não renováveis para as renováveis.

Mesmo que o futuro não passe pela utilização de painéis solares, como o sol é a origem de todas as energias renováveis, pode-se dizer que “O Sol é a Energia do Futuro”.